Lina Bo Bardi

Lina Bo Bardi

Lina nasceu na Itália e encontrou em São Paulo terras férteis para a sua arquitetura modernista, executada entre as décadas de 1950 e 1970. Erguia paredes pouco convencionais, entre elas as do Museu de Arte de São Paulo, o Museu de Arte Moderna da Bahia, do SESC Pompeia e da sua Casa de Vidro - hoje, sede do Instituto que leva seu nome.

No entanto, o trabalho da ítalo-brasileira não se restringia às formas do edifício. Desenvolvia estudos, elaborava projetos e programas culturais, criava usos, encontrados na essência de cada espaço. Permeou o mundo das artes, da ilustração, da cenografia, dos grafismos, do design de interiores e do mobiliário.

Ao lado de Giancarlo Palanti, no Studio de Arte Palma, Lina enveredou-se pelo design de mobiliário. Juntos fundaram uma pequena fábrica de móveis, a Pau Brasil, responsável pela confecção das peças da arquiteta à época.

mesa
ass. Lina Bo Bardi