Sergio Rodrigues

Sergio Rodrigues

Criativa, irreverente, icônica. Talvez, esta seja a melhor maneira de se definir a obra de Sergio Rodrigues, um dos mais importantes designers na história do mobiliário brasileiro. Entre mais de 1200 peças criadas durante sua carreira, Sergio guarda um carinho especial por duas delas: a mesa de trabalho e a poltrona Adolpho, criadas para seu grande amigo Adolpho Bloch.

As peças - por si só - possuem um imenso valor afetivo, e a reedição delas celebra o encontro mais que esperado entre a obra de Sergio Rodrigues e a maestria da Coleção ETEL.

"Este é um sonho duplo que se realiza. Eu e Sergio somos amigos há mais de 20 anos; e ele sempre demonstrou vontade de participar de alguma forma da nossa Coleção. Eu ansiava por este dia", conta Etel Carmona.

Adolpho Bloch, fundador do Grupo Bloch, responsável pela TV Manchete, foi um dos primeiros compradores da Poltrona Mole. Na década de 1960, a obra-prima de Sergio Rodrigues era incompreendida. Anos depois, quando o designer deixou a Oca, loja que havia fundado, Adolpho tornou-se cliente praticamente exclusivo, dado o volume de peças criadas por Sergio para as sedes da Bloch.

A Linha Adolpho foi encomendada em 1991, quando ambos já tinham décadas de convivência, e numa época em que o design autoral vivia um período de ostracismo no País. O dono da Bloch queria poltrona e mesa novas para sua sala. Como sempre, deixou Sergio totalmente à vontade para criar. A imponência do conjunto sugere que essa realmente foi a melhor escolha. A poltrona tem pés de 'patins', como explica Sergio. "Essa solução funciona muito bem em pisos acarpetados", completa. Sua surpreendente ergonomia foi o primeiro atributo comentado por Adolpho. Quando apresentado à obra, ele expressou a seu modo: "Tem o tamanho certo das minhas costas".

Para celebrar o encontro de Sergio Rodrigues e Etel Carmona, será lançada uma edição limitada de cinco peças confeccionadas com verdadeiros tesouros, guardados há décadas no acervo ETEL à espera de um momento especial. Quase extintas, estas madeiras originais da Mata Atlântica possuem um valor simbólico para Etel. Elas inspiram cuidados, são preciosidades. Além das edições limitadas nas madeiras de coleção, a ETEL comercializará a partir de 20 de setembro a linha Adolpho, dessa vez em madeiras certificadas, como Freijó, Sucupira e Cedro.

A mesa de trabalho e poltrona Adolpho, reeditadas pela ETEL, foram apresentadas na exposição "De Sergio, para Adolpho", na IDA 2014, a primeira edição da feira internacional de design do Rio de Janeiro.

mesa
ass. Sergio Rodrigues